Telmo Miller | Comentários
 
Isabel Aranguren, Condé Nast Traveler 
A nossa opinião sobre o trabalho do Telmo Miller é A MELHOR, por isso escolhemos trabalhar com ele.
Obrigada pelo excepcional trabalho, estamos ansiosos para trabalhar com o Telmo em outro destino Traveler.
 
Manuel Duarte Fernandes, Hotéis Heritage
Conhecimento e dedicação foram seguramente a chave do sucesso do trabalho que realizou recentemente para os Hotéis Heritage Lisboa. Quero aqui expressar o meu agradecimento e dar os parabéns ao Telmo Miller pela obra realizada. 
 
Rui Barreiros Duarte, arquitecto
A fotografia é uma arte que exige perspicácia analítica, a construção duma visualidade poética e um acutilante sentido crítico. Quando estas qualidades se conjugam enquadrando a vida e o mundo em geral, pode-se redescobrir o sentido das coisas, as pessoas e os efeitos com outra luminosidade, profundidade de campo e uma surpreendente angularidade arquitectónica.
É este o tipo de enquadramento que a diversificada experiência fotográfica de Telmo Miller nos tem habituado, percorrendo os mais diversos temas que se colocaram ao longo da sua carreira profissional de descoberta sensível, enaltecendo um discurso sobre os momentos que só se captam na sua essência quando existe um estruturado olhar profissional.
Pode-se dizer que quem vê as fotografias de Telmo Miller, repara. Elas registam-se na memória. 
 
Luísa Jacobetty, Blue Living
O grande segredo da equipa Blue Living foram sempre dois: trabalhar sempre melhor, por gosto. E ter o melhor gosto a trabalhar. Telmo Miller encaixou nesta equipa como se dela fosse de raiz.
 
António Serra Lopes, advogado 
Fotografar os advogados de um escritório deve ser extremamente difícil... Quem o conseguir com êxito pode candidatar-se ao National Geographic, departamento de grandes primatas. O mais que se pode dizer é que a objectiva do Telmo é muito inteligente.
 
E. R. Arantes e Oliveira, engenheiro 
Foi como director da Revista Engenharia & Vida que pude verdadeiramente apreciar o valor do Telmo Miller. As obras de engenharia que fotografou ficaram valorizadas pelas imagens que delas conseguiu colher, não só do ponto de vista estético, mas porque delas soube sempre registar os aspectos tecnicamente mais interessantes. Mas foi nas entrevistas que sobretudo me impressionou. Enquanto decorria o diálogo entre entrevistador e entrevistado, ele apanhava a alma do entrevistado. Mais que um fotógrafo, revelava-se um psicólogo. Em cada uma dessas entrevistas, as imagens do Telmo constituem uma componente essencial.
 
Maria Velez, pintora 
Telmo Miller através da fotografia atinge um patamar de grande potencialidade. Com notável inteligência, utiliza os meios tecnológicos expressivos da sua profissão, numa linha de responsabilidade e competência que se reflecte no elevado nível do seu trabalho. Sendo a fotografia uma prática em constante actualização, Telmo Miller consegue critérios inovadores de investigação, resultando uma pesquisa criativa permanente. Na procura de novas informações claras e objectivas fornece imagens, onde não se esquece que sob a capa da vanguarda se despoleta a poética da forma. Observando a natureza, pormenores tecnológicos e mecânicos, os meios urbanos e as mais diversas actividades humanas. Telmo Miller apresenta-nos uma verdade que em muitos casos só a fotografia sabe captar.
 
Fernando Conduto, escultor  
O empenho com que Telmo Miller está na profissão, é revelado na crescente qualidade que impõe no seu trabalho.
 
Carmo Sousa Machado, advogada 
A descrição e a simplicidade com que trabalha contrasta com a força e a beleza das imagens que nos traz!
 
Inês Stilwell 
Não queria deixar de assinalar aqui e agradecer ao Telmo Miller as fotografias lindas que tirou na minha quinta em Sintra. A luminosidade que atravessa cada uma delas, enche também de luz as nossas almas! Conseguiu o que só o verdadeiro artista consegue
 
João Carlos Fonseca, insidecity/archinews 
Nos domínios ou interstícios da Arte, do Fotojornalismo ou de outro conceito, simples ou rebuscado, genérico ou especializado, que enquadre o exercício fotográfico, parece-nos evidente que a excelência está no saber olhar, numa bidimensão, gnosiológica e ontológica – bem mais do que no apurado domínio técnico da máquina, acessórios, materiais ou de sublimes teorias da fotografia. Daí que as formas, luz e cor, cada plano e enquadramento adquiram um registo único, pois toda a realidade, marcada pelo tempo, é única e mutável a cada instante. Assim é, da macrofotografia ao retrato, passando pela fotografia de arquitectura, industrial, publicitária, reportagem, natureza morta, desportos, etc. E assim chegamos a Telmo Miller, eterno companheiro de viagem, fotógrafo de enorme sensibilidade, profissional meticuloso, que procura, como poucos, a consciência do olhar, para revelar na força da imagem o espírito das pessoas, dos objectos e do mundo.